Archive for category Pessoa com Deficiência Auditiva

Programa Via Legal fala sobre o Mobi LOAD

Programa fala sobre a solução Mobi LOAD, que fornece acessibilidade em teatros, cinemas e eventos sem incomodar ninguém, pois a legenda não vai na grande tela, ela é exibida apenas para a pessoa que necessita da legenda acessível. Veja na matéria!

http://www.youtube.com/watch?v=NgZvkwH3MmQ

Nenhum comentário.

Eliana Abdallah da Steno do Brasil explica como é feito o Closed Caption.

Nenhum comentário.

A Ministra da Cultura Marta Suplicy foi prestigiar a peça Tribos.

A Ministra da Cultura Marta Suplicy foi prestigiar a peça Tribos que contou com a acessibilidade realizada pela Steno do Brasil. (audiodescrição e legendas acessíveis). Apoiando a iniciativa ela tirou uma foto com o sistema Mobi LOAD. — em Teatro Tuca Puc-sp.

Nenhum comentário.

Peça Tribos 100% acessível com audiodescrição, LIBRAS e Legendas.

Nos dias 26.10.13, 30.11.13 e 14.12.13 a Steno do Brasil realizará o trabalho de audiodescrção e legendas acessíveis para a peça Tribos no teatro Tuca.

Horário: 21:30.

Elenco: Bruno Fagundes, Arieta Corrêa, Eliete Cigaarini, Guilherme Magon, Maíra Dvorek e Antonio Fagundes

Sinopse: Nina Raine, autora do texto, usa a figura de um deficiente auditivo para questionar os diversos tipos de limitação do ser humano e, de uma maneira perversamente divertida, politicamente incorreta e inteligente, revive as muitas questões familiares e reforça as dificuldades de convivência – como em toda tribo.

Tribos aborda a surdez universal e divide o tema em duas categorias: dos surdos que são fisicamente incapazes de receber estímulos sonoros; daqueles que não conseguem ‘calar-se’ por tempo suficiente para entender uma realidade diferente de sua própria. “Somos só mais um na multidão”; “O mundo é surdo”, diz Billy. Existe surdez maior que o preconceito; que o orgulho; que a ignorância; o egoísmo; a falta de amor?

Mais informações: http://www.ingressorapido.com.br/Evento.aspx?ID=29491

Nenhum comentário.

Antônio Fagundes fala sobre o Mobi LOAD

Nenhum comentário.

Essa semana inicia a Mostra Mais Sentidos no Teatro Sérgio Cardoso, que terá disponível o Mobi LOAD (para legenda acessível) nas peças.

Segue a programação da Semana:

Dez Mil Seres (dias 10.10.13 e 11.10.13 às 21:00)
Devir Coisas (dia 11.10.13 às 19:30)
Pandolfo Bereba (dias 12.10.13 e 19.10.13 às 18:00 e 27.10.13 às 17:00)
Orelha (dias 12.10.13 às 16:30 e 13.10.13 às 15:30)
Terreiro Lumiara (dia 12.10.13 às 21:00)
Proibido Elefantes (dia 13.10.13 às 19:00)
Danças sem fronteiras (dia 16.10.13 às 19:30)
No Singular (dias 16.10.13 e 17.10.13 às 21:30)
Corpo Sobre Tela (dias 17.10.13 às 19:30 e 18.10.13 às 21:00)
Intento (dias 19.10.13 às 21:00 e 20.10.13 às 19:00)

Nenhum comentário.

Programação Mobi LOAD dessa semana: No teatro Sérgio Cardoso:

Última apresentação da peça “A Serpente”, com Débora Falabella, com legenda acessível para pessoas com deficiência auditiva através do Mobi LOAD e esse fim de semana tem mais peças acessíveis! Veja a programação:

Sábado (05.10.13) – às 17h - Eu Te amo Meu Brasil – Com Mobi LOAD
Sinopse: A peça acompanha, em tom de memória, o cotidiano de Tuco, um garoto de uma família comum de classe média, seus colegas de escola, namorada e professores, tendo como ambiente narrativo a história recente do Brasil e as transformações que aconteceram no país a partir da década de 1960. A narrativa tem inicio com a inauguração de Brasília e passa por Jânio Quadros, João Goulart, o golpe militar de 1964, o período da ditadura, os exilados, a censura, a anistia, as diretas-já, Tancredo, Collor, etc. Mais do que um simples pano de fundo, esses fatos históricos constituem, juntamente com o garoto, as personagens centrais do espetáculo, desencadeiam as ações e provocam as mudanças que atingem a família e os amigos de Tuco.

Domingo (06.10.13) – às 18h – O Amor e outros Estranhos Rumores – Com Mobi LOAD

Sinopse: A dramaturga Silvia Gomez escreveu este espetáculo a partir de contos do mineiro Murilo Rubião (1916-1991), pioneiro do realismo fantástico brasileiro. Yara de Novaes dirige o espetáculo que mergulha em três de seus contos: Memórias do Contabilista Pedro Inácio, Os Três Nomes de Godofredo e Bárbara. A montagem apresenta histórias que trazem à tona questões extraordinárias sobre amor e solidão. No elenco, Débora Falabella, Rodolfo Vaz, Maurício de Barros e Priscila Jorge.

Nenhum comentário.

UMA NOVA FERRAMENTA INCLUI SURDOS E CEGOS NAS PLATEIAS DE TEATRO

O MOBI LOAD, RECURSO CRIADO POR UMA EMPRESA BRASILEIRA, LEVA LEGENDAS E ÁUDIOS DESCRITIVOS AO PÚBLICO DURANTE EVENTOS AO VIVO

Chegar a um teatro e encontrar boa parte dos espectadores com um tablet acoplado à cadeira e fones nos ouvidos será uma cena cada vez mais comum. Não se trata de um público viciado em smartphone. Mas, sim, de pessoas portadoras de deficiência visual ou auditiva acompanhando a apresentação com o apoio de uma nova ferramenta desenvolvida no Brasil: o Mobi Load, lançado no ano passado pela empresaSteno Mobi.

Este sistema consiste em transmitir, em legendas escritas, em libras ou em uma narração auditiva (chamada de audiodescrição) tudo o que é e, principalmente, e o que não é dito na apresentação. Qualquer barulho, gesto ou música é literalmente contado por um locutor ou traduzido em frases escritas, que chegam ao tablet por meio da conexão à internet.

As legendas direcionadas para os surdos já são usadas na TV há 13 anos, quando uma lei passou a exigir oito horas diárias da programação da TV aberta com o recurso (que pode ser acionada por meio do botão “closed caption” do controle remoto). Esta já é uma ferramenta também usada em eventos ao vivo. Mas, em geral, a transmissão é feita em um telão.

Já a audiodescrição é utilizada principalmente em filmes e programas de TV desde 2011, quando a legislação brasileira determinou que as emissoras abertas disponibilizassem o recurso em duas horas da grade semanal. Este ano, a exigência dobrou: agora são quatro horas por semana. Em 2006, a Caixa Econômica Federal lançou o primeiro comercial com legendas disponíveis por meio do closed caption, direcionada para as pessoas com deficiência auditiva. Hoje, outras empresas, como ItauCoca-Cola, também fazem uso do recurso em suas campanhas. Em 2010, a Natura lançou a primeira propaganda com audiodescrição do país.

A primeira aplicação do Mobi Load em um evento ao vivo aconteceu no dia 5 de março deste ano, quando o Governo do Estado de São Paulo promoveu a apresentação do filme brasileiro Colegas, no Palácio dos Bandeirantes. A iniciativa foi uma parceria do governo com as Secretarias de Cultura e dos Direitos da Pessoa com Deficiência e faz parte de um investimento de R$ 2 milhões em recursos de acessibilidade em eventos públicos.

Também está incluso nessa iniciativa o espetáculo Tribos, estrelada por Antonio Fagundes. Neste sábado, dia 28 de setembro, os tablets serão disponibilizados para a platéia do Teatro Tuca, em São Paulo. Dependendo da demanda, a ferramenta será utilizada sempre aos sábados, até o fim da temporada, em 15 de dezembro. A partir de outubro, o Mobi Load também será usado em 16 peças da Mostra + Sentidos, no teatro paulistano Sérgio Cardoso.

Aplicar os recursos em um evento feito ao vivo tem algumas peculiaridades. Rafael Parlatore, sócio-diretor da Steno Mobi, afirma que sua equipe recebe o roteiro da peça e um vídeo antecipadamente. Então, é feita uma gravação em estúdio e o registro escrito do texto. Na hora da apresentação, um profissional vai até o local e insere as legendas ou trechos de áudios no ritmo em que o espetáculo se desenvolve. Mas se o evento for improvisado, mesmo com o máximo de referências prévias possível, as narrativas, faladas e escritas, são feitas ao vivo e in loco.

Fonte: http://epocanegocios.globo.com/Inspiracao/Empresa/noticia/2013/09/uma-nova-ferramenta-inclui-surdos-e-cegos-nas-plateias-de-teatro.html

Nenhum comentário.

“Mobi LOAD estreando nos Teatros Sérgio Cardoso e TUCA nesse sábado (28.09.13).

Confirmado esse fim de semana 3 peças em 2 teatros diferentes com o Mobi LOAD:

No teatro Sérgio Cardoso:

Sábado (28.09.13) – às 18:00 horas - Eu te amo Meu Brasil - Com Mobi LOAD (Legenda), Libras e Audiodescrição.
Sinopse:

A peça acompanha, em tom de memória, o cotidiano de Tuco, um garoto de uma família comum de classe média, seus colegas de escola, namorada e professores, tendo como ambiente narrativo a história recente do Brasil e as transformações que aconteceram no país a partir da década de 1960. A narrativa tem inicio com a inauguração de Brasília e passa por Jânio Quadros, João Goulart, o golpe militar de 1964, o período da ditadura, os exilados, a censura, a anistia, as diretas-já, Tancredo, Collor, etc. Mais do que um simples pano de fundo, esses fatos históricos constituem, juntamente com o garoto, as personagens centrais do espetáculo, desencadeiam as ações e provocam as mudanças que atingem a família e os amigos de Tuco.
Sábado (28.09.13) - às 21:00 horas - O Amor e Outros Estranhos Rumores - Com Mobi LOAD (Legenda), Libras e Audiodescrição.
Sinopse:
A dramaturga Silvia Gomez escreveu este espetáculo a partir de contos do mineiro Murilo Rubião (1916-1991), pioneiro do realismo fantástico brasileiro. Yara de Novaes dirige o espetáculo que mergulha em três de seus contos: Memórias do Contabilista Pedro Inácio, Os Três Nomes de Godofredo Bárbara. A montagem apresenta histórias que trazem à tona questões extraordinárias sobre amor e solidão. No elenco, Débora Falabella, Rodolfo Vaz, Maurício de Barros e Priscila Jorge.

No Teatro TUCA (da Universidade PUC):
Sábado (28.09.13) – às 21:30 - Tribos - Com Mobi LOAD(legenda).

Sinopse:

Antonio e Bruno Fagundes encontram-se na produção e no palco do teatro, pela segunda vez. O motivo agora é ainda mais especial, já que formam uma dedicada equipe de produção com os atores Arieta Correia, Eliete Cigaarini, Guilherme Magon e Maíra Dvorek, em uma premiada comédia perversa, com sacadas inteligentes e uma questão polêmica – que promete criar uma inusitada relação com a platéia – entreter, provocar questionamentos e entregar um bom produto aos amantes das artes.
Nina Raine, autora do texto, usa a figura de um deficiente auditivo para questionar os diversos tipos de limitação do ser humano e, de uma maneira perversamente divertida e politicamente incorreta, revive as típicas questões familiares e reforça as dificuldades de convivência – como em toda tribo.
Tribos aborda a surdez universal e divide o tema em duas categorias: 1) daqueles que não conseguem ‘calar-se’ por tempo suficiente para entender uma realidade diferente de sua própria 2) dos surdos que são fisicamente incapazes de receber estímulos sonoros;. “Somos só mais um na multidão”; “O mundo é surdo”, diz Billy. Existe surdez maior que o preconceito; que o orgulho; que a ignorância; o egoísmo; a falta de amor?
Tribos estreia em São Paulo, dia 14 de setembro, no Teatro TUCA.”

Fonte: Steno Mobi

Nenhum comentário.

Fórum Direitos de Cidadania, Inclusão e Acessibilidade do Idoso e da Pessoa com Deficiência realizado com êxito

Evento foi realizado em 23 de agosto, reunindo a comunidade em torno de discussões para eleição de representantes não governamentais que deverão compor representação nos conselhos municipais ligados a SMIPCDTR.

William Machado

Convocado pela Secretaria Municipal do Idoso e da Pessoa com Deficiência de Três Rios (SMIPCDTR), no Centro Sul Fluminense, o 1º Fórum municipal de direitos do idoso e da pessoa com deficiência, foi realizado no dia 23 de agosto de 2013, reunindo expressiva representação comunitária em torno de frutíferas discussões para eleição dos representantes não governamentais que deverão compor representação nos conselhos municipais vinculados à SMIPCDTR.

O evento aconteceu no auditório da JR Contabilidade, contando com a presença de membros da sociedade civil representantes de pessoas com deficiência, da APAE – Três Rios, da Associação Luz do Amanhecer – pessoas com paralisia cerebral, das Instituições de longa permanência para idosos, representações do Rotary Clube, do Conselho Municipal de Associações de Moradores de Três Rios (COMANTRI), representantes das pastorais e demais associações religiosas, representantes do Conselho Municipal de Saúde, entre outras direta ou indiretamente envolvidas com a defesa da causa.

Os indicados pelo plenário deste Iº Fórum atuarão no quadriênio 2013-2017, como conselheiros não governamentais do Conselho Municipal dos Direitos do Idoso (CMDI) e do Conselho Municipal de Políticas de Inclusão da Pessoa com Deficiência de Três Rios (CMPDE), conforme a seguinte descrição:

Conselho Municipal de Políticas de Inclusão da Pessoa com Deficiência.
a) Titular e suplente do segmento pessoa com deficiência física;
b) Titular e suplente do segmento pessoa com deficiência auditiva;
c) Titular e suplente do segmento pessoa com deficiência auditiva;
d) Titular e suplente do segmento pessoa com deficiência visual;
e) Titular e suplente do segmento instituições da sociedade civil que atuam na área de inclusão da pessoa com deficiência.

Conselho Municipal dos Direitos do Idoso.
a) Titular e suplente das Instituições de longa permanência para idosos;
b) Titular e suplente das entidades prestadoras de serviços;
c) Titular e suplente das entidades religiosas
d) Titular e suplente dos clubes de serviços;
e) Titular e suplente do segmento idoso da área rural.

Há que se considerar que avanços na conquista de políticas públicas apenas decorrem da efetiva mobilização social em torno de causas específicas, muitas vezes, é preciso recuar, para, em momento mais oportuno, galgar maiores passos, sempre colhendo frutos que propiciem o bem-comum. Não temos dúvida que ainda há muito a fazer para tornar a nossa sociedade mais igualitária, nossa cidade mais acessível, nossas unidades de ensino, saúde, esportes, lazer, cultura, as instalações comerciais, bancárias, entre tantas outras, preparadas para acolher a todos com dignidade e respeito, pessoas com ou sem deficiência, ou idosos com mobilidade reduzida.

A semente foi plantada com expressivo êxito, que sirva de inspiração para demais composições representativas dos nossos demais conselhos municipais. Afinal, se o poder provém do povo, é dele que devem emergir lideranças capazes de reivindicar suas reais necessidades, aspirações inclusivas de vida com dignidade.

Fonte: Secretaria Municipal do Idoso e da PcD de Três Rios-RJ

Três Rios – RJ, 29/08/2013

Nenhum comentário.